Arquivo de Clubes >> Estados >> Rio Grande do Sul >> Veranópolis

 

Veranópolis Esporte Clube Recreativo Cultural - VEC -

Fundação 15 de Janeiro de 1992 - Fusão Dalban e Veranense
Endereço R Dr José Montauri 1409 Bairro Palugana
CEP 95330-000  Veranópolis/RS Tel. (54) 441 7449
Estádio Antônio David Farina  - 8000 -
Uniforme Camisa branca com listra horizontal verde, amarela e vermelha, calção e meias brancos
Títulos Campeão Estadual da Segunda Divisão 1993
Presidente Waldemar de Carli
Melhor Colocação em Estaduais Semifinalista 97/98/99

Veranópolis, clube da terra da longevidade

 

 

 

 

 

veranopolis_n2.jpg (18214 bytes)

2005 Em 2004 fez uma campanha ruim, brigando para não ser rebaixado para a Série B. O técnico é Abel Ribeiro. Santos; Arlei, Jairo Santos, Renato Tilão e Rodrigo Silva; Luciano Corrêa, Daniel Bóia, Alex e Lucianinho; Michel e Diego Técnico: Abel Ribeiro

2004
Pretende no Gauchão deste ano voltar aos bons tempos, quando chegou próximo do título por três vezes no final dos anos 1990, e esquecer os últimos três anos, quando naufragou na competição, quase caindo na temporada passada.  Para realizar o trabalho, ele trouxe o técnico Zé Roberto, 37 anos, ex-atacante do Grêmio e do próprio VEC e que vinha dirigindo as categorias de base do Vila Nova-GO.

2003 - A direção manteve apenas três jogadores do grupo de 2002: o goleiro Dalmoro e os meias Lelo e Santa Rosa. Quase 20 jogadores chegaram para reforçar a equipe. O técnico é o conhecido Suca.

2002 - Durante segundo semestre do ano passado, havia dúvidas sobre a possibilidade do VEC participar do Gauchão.  O presidente Waldemar de Carli e o diretor de futebol Dirceu Paulo Salla, sabendo dos graves problemas financeiros, mobilizaram empresas do município e a própria prefeitura. A cidade, que por um longo período se afastara um pouco do clube, volta a vestir a camisa.  O grupo terá o comando de Hélio Vieira, técnico que começou o trabalho na temporada passada, ainda em 2000, mas acabou saindo antes do início do Gauchão, devido a desentendimentos com representantes da Dambrós Sport Business, empresa de Francisco Dambrós, e parceira do clube. A interferência no trabalho motivou o rompimento com a Dambrós. Buscando mesclar juventude com experiência, o VEC está muito confiante para uma boa participação em 2002. Cássio, Rodrigo Leite, Altair, Menegon e Joel Cavalo; Alisson, Sananduva, Rodrigo e Lucianinho; Rossano e Paulo Roberto. Tec. Hélio Vieira

2001 - O técnico é Homero Cavalheiro, ex- Internacional. Entre os destaques, o zagueiro Grotto, ex-Grêmio. Equipe Base: Caetano, Dalmoro, Álvaro e João Paulo (goleiros), Joel Cavalo, Chiquinho e Luciano (laterais), César Alécio, Menegon, Alê e Grotto (zagueiros), Iva, Leandro, Odair e Edmar (volantes), Luiz Henrique, Robinho, Daniel e Cléber (meias), Igor, Fernando, Rodrigão, Serginho Brasília e Gabriel (atacantes).Técnico: Homero Cavalheiro.

No começo de 2001, o Veranópolis adotou o escudo ao lado. Após alguns jogos, o novo brasão do clube foi aposentado. Segundo dirigentes do Veranópolis, o novo escudo deu "azar", permacendo então o tradicional escudo redondo. Este ao lado foi inclusive publicado na edição especial da Placar "Guia dos Estaduais 2001", porém o clube não disputou com ele nenhuma partida do campeonato gaúcho 2001. O escudo foi sugestão da Dambrós, que foi parceira do clube em 2001

H - No município, não há dúvida de que o fator decisivo para os expressivos resultados dos últimos anos foi a fusão - ou união, como muito preferem denominar - de Dalban e Veranense, em 1992, que formaram o clube. As dificuldades financeiras e a vontade de criar uma equipe forte para representar a cidade nas competições foram mais decisivas do que a resistência inicial da comunidade na união dos rivais.
- Houve uma junção em 1976, quando surgiu a Associação Veranópolis. Não deu certo porque Dalban e Veranense não quiseram juntar o patrimônio - recorda o radialista José Alberto Salla, que guarda em um caderno todos os resultados do clube no Gauchão. - Em 1992, foi feita uma nova reunião entre os clubes, desta vez com o apoio do Leonir Farina, prefeito da época, e da Associação Comercial de Veranópolis. Aí, surgiu o Veranópolis Esporte Clube.

Os resultados da fusão foram vistos logo no primeiro ano de participação na segunda divisão estadual, no ano seguinte, quando o clube garantiu o acesso à elite do futebol gaúcho. O técnico responsável pelo sucesso foi Adenor Bachi, o Tite, atualmente no Grêmio. Desde que subiu para a Série A do Gauchão, em 1993, o Veranópolis nunca mais retornou para a segundona. E fez mais: montou bons times e chegou por três vezes à semifinal da competição. Isso ocorreu em 97, 98 e 99.

Hino: "Surgiste da força de um povo/ Que unido mostrou seu valor/ Hoje és orgulho, timaço do peito/ VEC pentacolor./ Oh! Veranópolis/ Meu campeão/ Bravo e forte/ Vibra coração. / Teu nome ecoa na Serra/ Faz parte da nossa história/ Torcida unida é raça/ Teu lema sempre vitória."

 

Nacionais

Nenhuma

 

estaduais

Primeira Divisão: 1994 a 2005

 

noticias

O Pioneiro
Correio do Povo
Zero Hora

Antônio David Farina
vrn_vs_gre.jpg (6922 bytes)
Foto: Correio do Povo

b_info.jpg (7363 bytes)